Institucional

Última atualização em:

Inicialmente chamada de Companhia de Habitação Popular do Estado de Pernambuco (COHAB-PE), foi constituída em 1º de outubro de 1965, através da Lei Estadual nº 5.654. Na época, era vinculada à secretaria de Habitação do Estado e tinha como principal objetivo social participar da política de desenvolvimento urbano do Estado, promovendo a racionalização dos problemas habitacionais da comunidade, bem como projetar, executar e conservar diretamente ou através de terceiros as obras de construção de edifícios públicos do Estado de Pernambuco. A COHAB-PE foi extinta em 22 de novembro de 1999, quando foi incorporada pela Pernambuco Participações e Investimentos S/A (PERPART).

Antes disso, em 06 de abril de 1979, foi criada a Empresa de Melhoramentos Habitacionais de Pernambuco S/A (EMHAPE), também vinculada à secretaria de Habitação. Em 28 de janeiro de 1999, a EMHAPE passa a ser vinculada à secretaria de Infra-Estrutura do Estado.

Já em 04 de julho de 2003, a Empresa de Melhoramento passa a ser chamada de Companhia Estadual de Habitação (Cehab) e é vinculada à secretaria de Desenvolvimento Urbano. Ainda em 10 de dezembro do mesmo ano, a CEHAB tem sua denominação alterada para Companhia Estadual de Habitação e Obras. Em 19 de janeiro de 2007, através da Lei Estadual nº 13.205, sua vinculação passou para a então secretaria Estadual das Cidades. Em janeiro de 2015, com a criação da Secretaria Estadual de Habitação de Pernambuco (SecHab), a Cehab passou a ser órgão da mesma.

MISSÃO INSTITUCIONAL

A CEHAB tem como missão atuar na redução do déficit habitacional do Estado por meio da racionalização dos problemas habitacionais de interesse social, em parceria com as Prefeituras Municipais, a Caixa Econômica e o Governo Federal.

OBJETIVO

Além disso, a CEHAB tem como objetivo promover a qualidade de moradia, desenvolver projetos de urbanização para as comunidades carentes, a regularização fundiária, assistência técnica gratuita e a implantação de programas e projetos habitacionais com o intuito de facilitar o acesso à casa própria, assegurando, assim, a melhoria da qualidade de vida das famílias e a convivência social